Foram longos dias em um leito de hospital, com 75% dos pulmões comprometidos, por causa da Covid-19, que a Agente de Apoio da Educação Infantil, Maria da Conceição Reis, de 39 anos, passou, em 2020. Porém, após a superação, veio a salvação: a vacina contra o coronavírus.

“Foi muito sofrimento no CTI (Centro de Terapia Intensiva), mas, agora, vacinada, só tenho gratidão por todos os envolvidos. Lembrar do sofrimento dos meus dias internada, da luta incansável dos profissionais de saúde para me manter viva”, fala Conceição.

Lugar de vacina é no braço

Durante os últimos meses, com o empenho da prefeitura de Duque de Caxias, bem como o cuidado e a atenção das Secretarias de Educação e Saúde para realizar a Campanha de Vacinação para os profissionais de Educação da rede municipal de Duque de Caxias, sendo 90% deles vacinados.

Dentro dessa porcentagem, está a agente de apoio da Creche Professora Jesuína Fátima de Andrade. “Deixo aqui todo agradecimento ao time da saúde e também para os profissionais de Educação que fazem a diferença em Duque de Caxias”, se alegra Maria da Conceição.

A agente de apoio fala da celeridade da vacinação na vida da população. “E repetir isso, nunca é demais: viva o SUS (Sistema Único de Saúde), os cientistas, a vida. Lugar de vacina é no braço sim. Queria poder abraçar o mundo, mas vou aguardar a segunda dose (risos)”, finaliza.

About bruno_ferraz